02 sao bentoPasseio pela obra do Arq. Marques da Silva

12 de Abril 2008

...Baixa do Porto, 15H00

Começa-se com um café, num dos locais mais conhecidos da baixa portuense – Café Magestic (obra de um aluno seu). Depois e passando pelas obras da baixa, de Marques da Silva, passearemos serenamente guiados pelo Prof. António Cardoso, seu brilhante estudioso. O Ponto de Encontro é às 14H45 no Café Magestic (Rua de Santa Catarina), para uma introdução à visita. O Passeio vai até à Av. dos Aliados, passando pelas obras mais emblemáticas deste arquitecto, que marcou a cidade para sempre. Ponto de Encontro: Café Magestic; Condição: Ser Sócio ou Amigo da AMAI
 
Breves Notas Prof. António Cardoso: Professor jubilado da Faculdade de Letras da Universidade do Porto; Doutoramento em História (História de Arte) com a dissertação O Arquitecto José Marques da  Silva e a Arquitectura do Norte do País na   primeira metade do séc.XX, apresentada à Faculdade de Letras do Porto, em 1992, e reeditada pela Faculdade de Arquitectura do Porto em 1997; Regeu  na Faculdade de Letras do Porto várias cadeiras no âmbito da História da Arte, nomeadamente Arte Clássica, Sociologia da Arte e Arte do Século XX; É membro da Associação Internacional dos Críticos de Arte(secção portuguesa) e Director do Museu Amadeo de Souza Cardoso/Amarante.

01 jardins serralvesVisita ao Jardim de Serralves, com a Arq. Teresa Andresen

29 de Março 2008

...Fundação de Serralves, Rua D. João de Castro, 210, 15H00

Organizada pela Associação para a Medicina, as Artes e as Ideias, esta visita é um prazer para os sentidos... uma viagem por um dos jardins mais bonitos e conhecidos do Porto e guiados pela Directora do Parque – Arq. Teresa Andresen, ficaremos a conhecer melhor os segredos e os recantos deste espaço, por onde tantas vezes passeamos tranquilamente...

 

Visita ao Museu Militar do Porto

28 de Outubro 2007

20 bolsaVisita ao Palácio da Bolsa

17 de Junho 2007

O Palácio da Bolsa é considerado um dos mais belos edifícios que o Porto possui e ainda um dos mais ricos de Portugal. A construção iniciou-se em 1842 no local onde existira o convento de S. Francisco, com um projecto do arquitecto Joaquim da Costa Lima. No corpo central, um vestíbulo dá acesso ao Pátio das Nações, coberto por uma estrutura metálica e envidraçada. O pavimento é de mosaico e inspira-se em modelos greco-romanos descobertos em Pompeia. Na restante decoração do interior, destacam-se trabalhos de Soares dos Reis, Teixeira Lopes e António Carneiro. O Salão Árabe, iniciado em 1862, foi projectado por Gonçalves Sousa, tendo como modelo o palácio de Alhambra. Os seus ricos ornatos são realçados pela iluminação, que provoca belíssimos efeitos cromáticos.

19 museu romanticoVisita ao Museu Romântico

28 de Abril 2007

O Museu Romântico está instalado num edifício datado do Séc. XIX. Trata-se da antiga Quinta da Macieirinha ou do Sacramento, que pertenceu à família Pinto Basto, e que está inserido numa zona de grande exuberância vegetal. O Museu pretende ser a reconstituição do interior de uma casa abastada do Porto de Oitocentos. São de realçar alguns aspectos de Artes Decorativas da época. Aqui passou os seus últimos dias, exilado, Carlos Alberto, Rei do Piemonte e da Sardenha, que faleceu em Julho de 1849. Em sua memória foram reconstituídas algumas dependências da casa que habitou.

18 camaraVisita aos Paços do Concelho – Edifício Câmara Municipal do Porto

4 de Março 2007

Nesta visita falou-se da história e da arquitectura do edifício mais importante da cidade do Porto, bem como pôde ainda se ir aonde normalmente não se tem acesso.

18b camara

17 cadeiaVisita à Cadeia da Relação e ao Centro Português de Fotografia

24 de Fevereiro 2007

A Cadeia da relação é um edifício do Séc. XVII e ficou célebre por ter tido como prisioneiro o escritor Camilo Castelo Branco, autor de, entre muitas obras, Amor de Perdição, escrito na própria cadeia, na cela nr.13, enquanto cumpria pena por adultério. O edifício foi recentemente transformado no Centro Português de Fotografia (CPF), com exposições permanentes. Nesta visita falou-se da história do edifício e pôde se ver o que estava patente no CPF.

16 cameliasVisita às Camélias em Flor – Jardins da Quinta de Stº Inácio

28 de Janeiro 2007

Esta visita foi um prazer para os olhos e para os sentidos; marcada para a hora mais morna dos dias de Inverno, esta viagem por um dos jardins mais belos de Camélias foi guiada pela Dra. Joana Andresen Guedes, que nos fez viajar de uma forma simples e tranquila pelo mundo da botânica e especialmente por este jardim do sec. XIX, que tão bem preservado está.